Seja Bem-Vindo. Hoje é

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Examinem-se


“Examinem-se para descobrir se vocês estão firmes na Fé. Com certeza vocês sabem que Jesus Cristo está unido com vocês, a não ser que vocês tenham falhado completamente” 2 Coríntios 13:5

PERGUNTAS & RESPOSTAS
Verdadeiro ou Falso? O sofrimento de Jesus não foi completo. O sofrimento dos cristãos contribuiu para a complementação do sofrimento dele, conforme vemos na afirmação de Paulo: “O que eu sofro no meu corpo pela Igreja, que é o corpo de Cristo, está ajudando a completar os sofrimentos de Cristo em favor dela” (Colossenses 1:24).

Falso: Jesus sofreu total e completamente todas as coisas para a sua salvação e para a salvação do mundo inteiro. Ele pregou da cruz: “Está consumado!” (João 19:30). A palavra grega que ele usou para dizer isso pode também ser traduzida como: “Tudo está completado” ou “A dívida foi totalmente paga”. Assim, o sofrimento cristão não contribuiu nada para o mérito do sofrimento de Cristo.
Quando Paulo diz “o que eu sofro no meu corpo pela Igreja... está ajudando a completar os sofrimentos de Cristo em favor dela” (Colossenses 1:24), ele não está querendo dizer que o sofrimento de Cristo foi incompleto ou inacabado, Ele está falando, isto sim, sobre o sofrimento da igreja, que ele também chama de corpo de Cristo” (Colossenses 1:24). O sofrimento da igreja nas mãos do mundo não estará completo até o Último Dia.

Verdadeiro ou Falso? Sempre que um cristão sofre por qualquer motivo, ele está tomando parte nos sofrimentos de Jesus.

Falso: A Bíblia certamente fala sobre cristãos que participam do sofrimento de Cristo como resultado de confessarem sua fé nele (Mateus 5:11; Romanos 8:17; 2 Corintios 1:5; Filipenses 3:10; Pedro 4:13). Entretanto, algumas vezes os cristãos também sofrem por causa de seus próprios erros. Por exemplo, o ladrão que estava na cruz recebeu a pena de morte como resultado de seus crimes, e não como resultado de sua fé (Lucas 23: 40-43). Esse tipo de sofrimento não é uma participação no sofrimento inocente de Cristo, mas simplesmente um “ser castigado” por fazer o mal. (1Pedro 2:20).

Verdadeiro ou Falso? Deus permite que seus filhos sofram, não porque ele é arbitrário ou cruel, mas porque ele é um Pai amoroso.

Verdadeiro: Esta é a mensagem que seu amoroso Pai celestial repete muitas vezes para você: “Porque o SENHOR corrige quem ele ama, assim como um pai corrige o filho a quem ele quer bem” (provérbios 3:12). E também: “Suportem o sofrimento com paciência como se fosse um castigo dado por um pai, pois o sofrimento de vocês mostra que Deus os está tratando como seus filhos. Será que existe algum filho que nunca foi corrigido pelo pai?
Se vocês não são filhos de verdade, mas filhos ilegítimos. No caso dos nossos pais humanos, eles nos corrigiam, e nós os respeitávamos. Então devemos obedecer muito mais ainda ao nosso Pai celestial e assim viveremos. Os nossos pais humanos nos corrigiam durante pouco tempo, pois achavam que isso era certo; mas Deus nos corrige para o nosso próprio bem, para que participemos da sua santidade. Quando somos corrigidos, isso no momento nos parece motivo de tristeza e não de alegria. Porém, mais tarde, os que foram corrigidos recebem como recompensa uma vida correta e de paz” (Hebreus 12:7-11). Outras passagens bíblicas importantes incluem Deuteronômio 8:1-5; Jó 5:17; Tiago 1:2-4 e Pedro 1:3-9.

Fonte: Mensagem extraída da Revista Boas Novas, nº. 23, ano de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação.