Seja Bem-Vindo. Hoje é

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Estamos no Mundo, Mas Dele Não Somos

O hino transcrito abaixo é uma obra de arte. Nele o autor fala da nossa condição de peregrinos caminhando rumo à Pátria Celestial, nosso verdadeiro lar.
Enquanto caminhamos aqui no mundo somos apenas mordomos das bênçãos do Senhor concedidas por generosa graça.
Como bem diz a letra, nossa vida é muito breve e passa qual vapor, deixando para trás todos os bens e realizações terrenas.
Enquanto estivermos na morada passageira sejamos apenas administradores dos bens do Senhor, pois eles nos foram confiados unicamente para usufruto na breve existência terrena.


Estamos no Mundo, Mas Dele não Somos

Estamos no mundo,
mas Dele não Somos,
aqui nós vivemos
distantes do lar;
a nossa morada
de paz se reveste,
a pátria celeste
é o nosso lugar.

Da graça divina
a mão nos acena,
e nos enriquece
de bênçãos do céu;
os frutos da terra,
os dos que nós temos,
a Deus só devemos,
foi ele quem deu.

O tempo, no entanto,
a vida transforma,
e os dias tão breves
se vão qual vapor;
com eles passamos,
por isso nós somos
apenas mordomos
dos bens do Senhor.

Vicente Russo, 1977


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação.