Seja Bem-Vindo. Hoje é

sábado, 31 de março de 2012

As Preocupações da Vida

A vida do ser humano aqui no mundo é um corre-corre que não acaba nunca.
Passamos a maior parte do tempo vivendo em função da nossa sobrevivência material. De manha à noite, todo dia, toda semana, o mês todo, o ano inteiro, a vida toda, vivemos em função dos nossos negócios e dos nossos empregos.
Essa necessidade de sobrevivência acaba ultrapassando seus limites e, por fim, somos dominados pela ganância de acumular riquezas. Quanto mais temos, mais queremos ter; e quanto mais bens conseguimos, mais eles assumem o controle de nossas vidas.
Com o passar do tempo, diante da correria pela sobrevivência, passamos a viver em função dos bens materiais em prejuízo do relacionamento com Deus e com as pessoas. O dinheiro então toma o lugar de Deus e das pessoas em nossas vidas, aos quais é reservada a sobra do nosso tempo.
O primeiro relacionamento a ser prejudicado por causa dessa correria é o relacionamento com Deus. Apesar de ser nosso Criador e Salvador Deus fica lá no fim da fila aguardando sua vez para conversar conosco.
O segundo relacionamento prejudicado é o relacionamento com a família. Marido e mulher, pais e filhos, passam a maior parte do tempo longe uns dos outros. A convivência entre os membros da família se torna superficial e sem vida. O amor e o afeto diminuem bastante.
E esse corre-corre pela sobrevivência material continua, continua, continua, até que de repente o fim da vida chega de forma inesperada. E quando essa hora chega, muitos descobrem, já tarde demais, que tudo aquilo que foi conquistado durante a vida com muito esforço e sofrimento de nada vale: empregos, negócios, dinheiro, carros, casas, propriedades, tudo fica, tudo se acaba.
As preocupações da vida não deveriam ser mais importantes que nosso relacionamento com Deus e com as pessoas. As pessoas e Deus são mais importantes que as coisas; as coisas um dia acabam, mas Deus e as pessoas permanecem para sempre.
Mas hoje chegou a hora de rever a forma pela qual estamos vivendo aqui no mundo. A Bíblia fala que a vida do ser humano não se resume apenas em preocupações com a existência terrena. Nós não fomos criados para viver somente em função da nossa sobrevivência e dos nossos bens materiais. A Bíblia diz que temos uma vida eterna para ser vivida após a morte.
Jesus disse que “a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui” (Lucas 12.15). Para pessoas que depositam sua esperança apenas na presente vida Deus diz: “louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12.20). E Jesus volta a dizer que “não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes” (Lucas 12.22-23). E o Filho de Deus continua nos advertindo com as seguintes palavras: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam” (Mateus 6.19-20).
Essa vida eterna da qual a Bíblia fala só é possível por causa da obra realizada por Cristo em nosso favor. Cristo sofreu o nosso sofrimento, Cristo morreu a nossa morte a fim de que nós possamos um dia ressuscitar como Cristo ressuscitou.
Com essa fé entranhada em nosso ser não deixemos a correria da vida nos desviar da cruz de Cristo, não deixemos a correria pela sobrevivência prejudicar o relacionamento com Deus e com as pessoas. Motivados pelo amor de Deus em Cristo Jesus devemos viver em função da vida eterna, porque "Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens" (1 Coríntios 15.19).
Essa esperança da eternidade com Deus deve governar a vida do cristão. Não deixe a preocupação da vida tirar essa esperança de você. Ame mais as pessoas, ame mais seus familiares, passe mais tempo com eles, desfrute mais dos relacionamentos com eles. E ame a Deus acima de todas as coisas.
Comece a fazer isso hoje mesmo; não espere para amanhã. A vida aqui no mundo é muito curta; quando menos esperamos, ela acaba.
Jesus Cristo, por meio de seu sacrifício na cruz do calvário, abriu o caminho de volta ao Céu. Esse futuro glorioso só é possível porque Deus nos amou com amor eterno. E a prova desse imenso amor Deus mostrou no sacrifício de seu Filho Jesus Cristo. Por causa do sacrifício de Jesus podemos e devemos crer no amanhã. Podemos e devemos crer que existe uma VIDA ETERNA preparada para nós.
Essa esperança deve governar nossa vida aqui no mundo, deve governar o nosso relacionamento com as pessoas, deve ser a razão da nossa existência aqui na Terra.
Não deixemos que as preocupações da vida roubem de nós a esperança da eternidade com Deus, “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” (Versão NTLH).
Em nome do Salvador Jesus, no poder do Espírito Santo, e na graça de Deus Pai, amém.

Um comentário:

  1. Eu lendo, estava a depressão, mas quando terminei de lê, Deus me curou das preocupações; Amém!!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação.