Seja Bem-Vindo. Hoje é

sexta-feira, 2 de março de 2012

Ao Anoitecer, Pode Vir o Choro, Mas a Alegria Vem Pela Manhã

Salmos 30.5b



Tristeza, dor, angústia, desânimo, aflição, sofrimento, decepção, medo. Qual ser humano, família ou sociedade que ainda não experimentou ou é imune a tais experiências? Elas fazem parte da condição humana e acompanham as pessoas em todos os lugares e por toda a vida.
Tristeza por causa das frustrações e perdas; angústia e desânimo diante das dificuldades e obstáculos da vida; aflição provocada pela crise existencial; sofrimento e dor em razão das doenças, opressão e maldade; decepção com a vida e as pessoas; medo da morte e do futuro.
Aquilo que nos dá prazer e satisfação não é permanente. A força da mocidade não dura para sempre. Nossas realizações, nosso dinheiro, nossa família, nossa segurança, nossa saúde, nossa vida não duram para sempre.
A constante lembrança de que um dia tudo acabará causa muita angústia. A saúde acaba, a alegria acaba, o amor acaba, a esperança acaba, os relacionamentos acabam, o dinheiro acaba, o conforto acaba, um dia tudo acaba. Tudo um dia chega ao fim. A nossa vida um dia terá um fim.
Nossa existência é um sopro, passa rápido demais. É como um dia: O amanhecer surge radiante, esplendoroso, cheio de vida. Mas logo vem a tarde anunciando o anoitecer. Depois vem a noite trazendo consigo a escuridão. Assim é a nossa vida, assim é a vida de todo ser vivente, assim é a existência passageira.
Muitos não suportam a dor da existência e acabam tirando a própria vida. Acham melhor morrer que suportar as aflições da vida, pensando que desse jeito põem fim ao sofrimento. Para muitos o suicídio é a única saída, é o único remédio, é o único alívio para as decepções da vida. Para essas pessoas decepcionadas, morrer é melhor que viver. Quantos de nós também já não passamos por período de desânimo e aflição?
Onde buscar remédio para esses problemas da vida? Onde buscar alegria e felicidade para ocupar o lugar da tristeza? Onde buscar alívio para a dor e o sofrimento? Onde buscar consolo para a angústia? Onde buscar ânimo para acabar com o desânimo? Onde buscar refrigério para a aflição? Onde buscar entusiasmo para substituir a decepção? Onde buscar confiança para ocupar o lugar do medo?
São questionamentos feitos por todos nós, e as respostas são as mais variadas. As ciências oferecem respostas, com seus remédios e tratamentos da medicina. Os governos oferecem respostas, com seus planos políticos. Os escritores oferecem respostas, com seus livros de auto-ajuda. As religiões oferecem respostas, com seus de caminhos de cura espiritual.
Muitos buscam na ciência, nos governos, nos livros de auto-ajuda, nas religiões, nas igrejas, buscam em todo lugar uma solução. E quanto mais buscam, menos encontram. Nada preenche o coração vazio. A tristeza não acaba, a dor não tem fim, a angústia não passa, o desânimo permanece, a aflição aumenta, o sofrimento continua, e por fim a decepção é ainda maior. Depois de tudo isso, não tendo mais onde buscar, buscam solução na bebida, nas drogas, no sexo, nas posses, no dinheiro, no isolamento e em tantas outras coisas. Passam a viver sem rumo e sem direção. Ao invés de viverem, vegetam numa vida sem significado. Nessa altura a vida não tem mais alegria, não tem mais paz, não tem mais esperança, não tem mais sentido.
Assim é a vida. A vida não é fácil. Todo mundo sofre de uma dor: dor física, dor emocional, dor psicológica, dor espiritual, dor existencial. A vida aqui no planeta parece mais com uma noite escura e sombria que nunca chega ao fim. Para muitos ela é insuportável. Os problemas realmente são muitos.
No entanto, apesar da existência parecer mais com uma noite escura e sombria, a BÍBLIA nos diz que existe esperança. Diz que a vida não se resume numa breve existência carregada de incertezas e medos. Que existe algo melhor, algo superior, algo infinitamente melhor que as experiências deste mundo.
Salmo 30.5b afirma que “ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã”. A vida aqui pode parecer uma noite tenebrosa, com tristeza, com dor, com angústia, com desânimo, com aflição, com sofrimento, com decepção, com medo, com morte. Mas, pela manhã, quando surgir o dia, a alegria romperá. E quando a manhã surgir, trazendo consigo a alegria, tudo passará, tudo ficará no passado, e tudo será novo e bom. Quando chegar essa manhã a morte nunca mais matará, porque ela estará morta para sempre.
Essas são as promessas da Bíblia. O choro pode durar a noite inteira, mas a alegria vem pela manhã. O choro pode durar a vida inteira, mas um dia a alegria será para sempre.
No livro de Apocalipse, 2.1-4, está escrito: Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram”
Essas promessas são maravilhosas demais: uma habitação com Deus, onde Deus mesmo habitará com seu povo. Uma vida sem lágrima, sem morte, sem luto, sem pranto, sem dor.
O choro pode durar a noite inteira, mas a alegria vem pela manhã.
Quando, enfim, acabar a noite e essa gloriosa manhã surgir,Então, já não haverá noite, nem precisam eles de luz de candeia, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre eles, e reinarão pelos séculos dos séculos” (Apocalipse, 22.5).
A alegria que vem pela manhã nunca terá fim. Essa alegria será eterna. Essa alegria é a vida eterna com Deus. Essa alegria é viver para sempre na presença do nosso Pai.
Essa alegria que vem pela manhã só é possível por causa do grande amor com que Deus nos amou. Essa vida eterna com Deus só é possível por causa de Jesus Cristo, o Salvador do mundo. Jesus Cristo, o envidado de Deus, proporcionou a vida eterna, proporcionou a salvação, proporcionou esse lugar de gozo eterno.
Jesus Cristo tornou possível essa “manhã”. Como está escrito, “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João, 3.16).
Porque a Bíblia diz, é que podemos e devemos crer. Porque a Bíblia diz, é que podemos e devemos confiar. Porque a Bíblia diz, é que podemos e devemos ter esperança. Crer, confiar, ter esperança num futuro melhor. Não neste mundo, mas na vida eterna prometida por Deus.
Lá não haverá mais tristeza, não haverá mais dor, não haverá mais angústia, não haverá mais desânimo, não haverá mais aflição, não haverá mais sofrimento, não haverá mais decepção, não haverá mais medo. Lá, somente lá, não haverá mais morte.
Enquanto estivermos aqui, enquanto este mundo existir, enquanto não se cumprir a promessa de novos céus e nova terra, passaremos por aflições. Mas apesar das aflições não podemos desanimar, porque o próprio Jesus é a garantia do cumprimento das promessas de Deus. Assim disse Jesus, no evangelho de João, 16.33: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”
Apesar das aflições devemos permanecer firmes em Jesus, ser persistentes em Jesus, continuar crendo e confiando em Jesus, porque Jesus venceu o mundo. Porque a vitória de Jesus é também a nossa vitória. Porque “em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Romanos 8.37).
Pela fé aguardamos aquele grande e glorioso dia, que “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1 Coríntios 2.9).
Por causa do Salvador Jesus, somente por causa de Jesus, podemos aguardar com esperança aquele grande e glorioso dia.

Porque o choro pode durar a noite inteira, mas a alegria vem pela manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação.