Seja Bem-Vindo. Hoje é

sexta-feira, 2 de março de 2012

Estratégia do Diabo – A Assembléia do Inferno


A Bíblia relata que Deus preparou um plano de salvação para o ser humano. O ser humano que, lá no Jardim do Éden, caiu em pecado e por isso se corrompeu e transmitiu essa corrupção a todas as gerações futuras.
Na condição de pecador ele nada podia fazer para se salvar, estava destinado à perdição eterna. Por causa dessa impossibilidade absoluta de salvação é que Deus teve que enviar seu Filho Jesus Cristo ao mundo para redimir o pecador.
Na sua missão aqui no mundo Jesus cumpriu a lei em nosso lugar, satisfazendo dessa maneira a santidade de Deus, e também sofreu o castigo do pecado em nosso lugar, satisfazendo assim a justiça de Deus. Jesus morreu em nosso lugar, e no terceiro dia ressuscitou vitorioso trazendo consigo a maior e mais importante notícia jamais vista no mundo: o ser humano estava reconciliado com Deus.
A Bíblia ensina que todo aquele que pela fé confia nesse sacrifício de Jesus recebe a vida eterna. Essa tão grande salvação requer apenas fé por parte do ser humano, não podendo ser conquistada por esforços humanos. É de graça, absolutamente de GRAÇA. É exatamente isso que a Bíblia, que é a Palavra de Deus, ensina.
No livro de Apocalipse 21.6 lemos o seguinte: “Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida.”.

Esse é o plano de salvação que a Bíblia apresenta para o ser humano pecador. É um único plano. Um só. Não existe outro além dele. Somente por esse plano o ser humano pode receber a salvação de sua alma.

O Diabo, por sua vez, também apresenta um plano para o ser humano; não um plano de salvação, como Deus apresenta, mas um plano de PERDIÇÃO. O diabo sabe que para ele e seus demônios não existe salvação, pois estão condenados ao inferno eterno. Por isso o que lhe resta é a possibilidade de enganar as pessoas e levá-las consigo para o sofrimento eterno.
E é exatamente isso que o Diabo faz, pois sabe que pouco tempo lhe resta.

Escutemos o que a Bíblia diz no livro de Apocalipse 12.7- 9 e 12.

“Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos;
todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles.
E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.
Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.”

Muita atenção nessa leitura!
O Diabo e seus anjos maus, depois de terem sido expulsos do céu, e sabendo que pouco tempo lhes resta, desceu até a terra cheio de ira, cheio de raiva. Imediatamente começou a preparar e executar planos para impedir que os seres humanos alcancem a salvação, intentando levar para a perdição o maior número possível de pessoas.

Esse é o trabalho do Diabo: levar as pessoas para a perdição eterna. Ele não sabe fazer outra coisa. Nesse intento ele não mede esforços. Trabalha dia e noite. Não dorme. Não descansa. Não tira férias, pois sabe que pouco tempo lhe resta.
Ouçamos o que diz a Bíblia a esse respeito, na Epístola de 1ª Pedro 5.8: “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;”.

E nessa empreitada de impedir que as pessoas creiam no evangelho salvador, o Diabo executa o mais terrível e devastador dos seus planos.

Que plano diabólico é esse?

Prestemos muita atenção na história que será contada a seguir. Essa história ilustra bem a mais terrível estratégia satânica para enganar os seres humanos, para desviar as pessoas do EVANGELHO de Cristo.

Uma história ilustrativa
Uma vez o demônio maioral convocou uma assembléia no inferno, reunindo todos os seus demônios a fim de encontrar a melhor maneira de levar as pessoas para o inferno, tirando a fé dos cristãos e impedindo que os incrédulos tenham fé.
Na reunião, disse ele aos outros demônios: - Precisamos urgentemente encontrar um meio de impedir que as pessoas sejam salvas por aquele Cristo, o nosso inimigo. Como para todos nós não há mais jeito, pois e­stamos todos inevitavelmente condenados ao inferno eterno, vamos nos esforçar ao máximo para levar conosco o maior número possível de pessoas.
Continuou ele: - Necessitamos de um plano, de uma estratégia que seja bastante eficaz. Por isso resolvi convocar esta assembléia, a fim de que vocês apresentem o melhor plano por meio do qual possamos enganar e levar o maior número de pessoas para o inferno. Quem é o primeiro a apresentar uma proposta?
Assim que o diabo maioral expôs o motivo da reunião e pediu uma proposta, um diabo levantou a mão e disse ter um plano muito bom.
Disse o primeiro diabo: - Vamos inventar o DINHEIRO. Por causa do dinheiro os seres humanos vão matar uns aos outros, vão odiar uns aos outros, vão viver em função dele, vão fazer dele um ídolo, vão adorá-lo. Pais e filhos, marido e mulher, patrão e empregado, todo mundo, até a Igreja brigará por causa dele. As nações farão guerras por causa dele. Os homens lutarão de corpo e alma por causa dele. Os poderosos por causa dele dominarão e oprimirão os mais fracos. Enfim, conforme a própria Bíblia diz que “o dinheiro é a causa de todos os males”, as pessoas farão dele um deus e se desviarão do evangelho salvador. Dessa forma, será incontável o número de perdidos.
Assim que o primeiro demônio terminou de explicar seu plano, o diabo maioral deu um grito de satisfação e falou bem alto: - isso que é estratégia!
Mal acabou de falar, outro diabo da assembléia gritou: - Eu tenho um plano bem melhor do que esse apresentado!
O diabo maioral, ouvindo isso, disse: É difícil inventar outra estratégia que leve mais gente ao inferno. No entanto, fale sobre sua proposta.
Começou a falar o segundo diabo: - Vamos inventar a TELEVISÃO, pessoal. Por meio dela poderemos despejar diariamente as doutrinas mais satânicas dentro dos lares do mundo inteiro, principalmente dentro dos lares cristãos. Através desse aparelho vamos incentivar as pessoas a menosprezar as leis de Deus, incutindo-lhes a prática de todo tipo de pecado, como, por exemplo, idolatria, feitiçaria, homossexualismo, adultério, alcoolismo, drogas, roubo, brigas, discórdias, inimizades, avareza, materialismo e assim por diante. Usaremos a televisão para despertar nas pessoas um grande desejo por bens materiais e por dinheiro.
Em cada lar colocaremos uma televisão. Até mesmo nos lares mais pobres seus moradores irão fazer o impossível para comprar uma, colocando-a no lugar mais importante da casa. Poderão ficar sem emprego e sem comida, mas não ficarão sem a televisão. Todos os dias, sem faltar um dia sequer, se reunirão em frente desse aparelho para prestar-lhe culto. Vamos usar a televisão para acabar com o diálogo e a união entre os membros da família, para acabar com o casamento e com a família.
Até nos lugares mais distantes dos centros urbanos colocaremos uma televisão. Ao invés de a família se reunir diariamente para cultuar a Deus ou fazer outras coisas úteis, ela se reunirá para prestar culto aos nossos programas imundos e imorais, cheios de doutrinas falsas e satânicas.
Pensem, meus irmãos do inferno, quantos lares não serão destruídos através da televisão?! Assim enganaremos as pessoas com os mais sedutores programas!
Depois de ouvir a proposta do segundo diabo, o satanás maioral ficou maravilhado com a idéia da televisão. Afirmou em alta voz: - Isso é sensacional, não havia pensado nisso!
Queria o diabo maioral continuar elogiando essa última proposta, quando um terceiro diabo levantou a mão e deu um baita grito: - Eu tenho uma estratégia ainda melhor, muito mais eficaz que essas duas apresentadas!
O diabo maioral, presidente da assembléia geral, ficou furioso e esbravejou: - Só um burro poderia achar que alguém pudesse inventar uma estratégia mais destrutiva que essa da televisão. Você é surdo, não ouviu as terríveis conseqüências que esse aparelho vai provocar dentro dos lares?!
Apesar disso, como era uma assembléia democrática em que todos os diabos tinham direito a apresentar propostas, o diabo maioral se obrigou a deixar o terceiro diabo falar. Mais por obrigação que por convicção de que poderia ser apresentado um plano melhor.
Disse o diabo maioral ao terceiro diabo: - Fale então de seu plano, apesar de não acreditar que seja mais eficaz do que o plano da televisão.
O terceiro diabo passou a apresentar sua proposta: - Escutem bem o que vou falar. Esses dois planos apresentados, o plano do dinheiro e o plano da televisão, são realmente excelentes e colocarão muitas pessoas no inferno. No entanto, o plano que passarei a expor causará estrago muito maior, em proporções gigantescas. Escutem, por favor, todos vocês!
Vamos deixar as pessoas freqüentar aos cultos e reuniões promovidos pelas igrejas. Vamos lotar as igrejas de gente, vamos ajudar as igrejas no serviço de ação social, promovendo campanhas de ajuda aos pobres, aos idosos, aos necessitados. Vamos ajudar os membros a construírem templos grandes e muito bonitos. Em cada cidade, em cada bairro, em cada esquina, vamos ajudar a construir igrejas. Vamos incentivar que as igrejas comprem empresas de rádio e televisão. Vamos deixar que seus membros comprem uma, duas, três, quatro, cinco bíblias, que as deixem abertas todos os dias em cima de uma mesa. Incentivaremos as igrejas a expulsar demônios, a fazer curas e milagres, sinais e maravilhas. Vamos permitir que as pessoas até observem e zelem pela lei de Deus, que façam muitas obras boas e valiosas. Vamos convencer os serem humanos de que é necessário realizar muitos sacrifícios para serem aceitos por Deus.
No entanto, uma coisa, uma somente, não podemos deixar que as pessoas descubram, pois no dia em que a descobrirem as perderemos para sempre. Nesse instante, o Diabo maioral gritou: - O que as pessoas não podem descobrir? Fale logo!
O terceiro diabo continuou: - O que as pessoas não podem descobrir é que elas estão perdoadas pela GRAÇA de Deus mediante o sacrifício de Jesus, de que a salvação é um dom, um presente a ser recebido e não um prêmio a ser conquistado, de que Cristo as perdoou completamente lá na cruz, de que por Cristo elas estão pacificadas, reconciliadas e salvas para a Vida Eterna. Continuou o terceiro demônio: - Não tem importância se as pessoas são membros de igrejas, se vão todos os dias às reuniões e aos cultos, se observam regras de moral e ética. Isso em nada as melhora perante Deus. Elas só não podem descobrir a verdade do evangelho, a verdade da boa notícia de que "Deus estava em Cristo reconciliando o mundo consigo, não atribuindo aos homens os seus pecados".
Dessa forma colocaremos na mente delas a falsa idéia de que podem ser boas o suficiente para merecer a salvação eterna, de que podem salvar-se por meio das suas próprias obras. Dessa maneira enganaremos os seres humanos com muita eficácia e colocaremos no inferno uma infinidade deles.
Para terminar, o terceiro demônio disse: - Queridos irmãos do inferno, prestem bem atenção ao que a própria Bíblia dos cristãos diz a respeito disso que estou falando, no livro de Gálatas 5.4: De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes”. Vocês, meus irmãos do inferno, ainda não haviam percebido isso. É dessa forma que devemos desviar as pessoas, dá muito mais resultado! Se elas pensarem que conseguem salvar-se por meio de seus próprios esforços podem se desligar de Cristo; desligando-se de Cristo, não há nenhuma possibilidade de salvação.
Quando o diabo maioral acabou de ouvir o plano do terceiro diabo, simplesmente não acreditou que alguém pudesse criar uma estratégia tão mortal e destruidora. Disse ele: - É lógico, como não havia pensado nisso! Se existe apenas um meio de salvação é evidente que devemos atacá-lo, impedindo que os serem humanos o descubram!
Depois da exposição do terceiro plano, ninguém mais ousou apresentar proposta. O inferno todo comemorou com uma tenebrosa festa jamais vista naquele lugar sombrio.
A partir daquele momento o diabo e seus anjos maus começaram a pôr em prática esse plano diabólico, trabalhando incansavelmente dia e noite para impedir que as pessoas descubram que a salvação é um presente preparado para pecadores indignos, que a salvação é um presente a ser recebido pela fé e não conquistado por esforços humanos.

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus, esse é o ponto chave de toda a estratégia de Satanás: Ele não quer que as pessoas descubram que a salvação das nossas almas é um presente, presente esse que foi comprado por um preço incalculável através do sacrifício do nosso Salvador Jesus Cristo. Somente Jesus, sendo verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, era capaz de realizar essa obra salvadora.

Tendo isso em mente, não nos deixemos enganar. Não tentemos conquistar nossa salvação por meio de nossas obras; isso é impossível para nós. Jamais conseguiremos. Não caia nessa armadilha satânica do diabo.

O único meio de salvação que a Bíblia oferece ao ser humano é a fé no sacrifício de Jesus. É acreditar que Jesus pagou todo o preço por nossa salvação. Crer que a obra que era impossível para eu e você realizar Cristo a realizou. E Cristo realizou essa obra completamente. Tudo o que era necessário para reconciliar o ser humano com Deus foi feito. Jesus não pediu e não pede nenhuma ajuda, absolutamente nenhuma. Ele fez tudo o que devia ser feito para a nossa salvação.
Vejam o que a Bíblia fala sobre essa GRAÇA sem igual em João .19.30: “Quando, pois, Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito.” Jesus conclui completamente a obra de redenção do ser humano.
No evangelho de Lucas 14-17 Deus diz o seguinte: “À hora da ceia, enviou o seu servo para avisar aos convidados: Vinde, porque tudo já está preparado.

Isso é maravilhoso demais. Não deixe que o Diabo tire esse tesouro de você. Tudo já está preparado. Apenas creia nisso. Acredite de todo coração nessa notícia. Isso é EVANGELHO, a boa notícia que devemos anunciar ao mundo.

A Bíblia diz em Efésios 2.8-9:
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”.

A Bíblia diz em Romanos 1.17:
“Visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: o justo viverá por fé”.

A Bíblia diz em Colossenses 2.14:
tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz.

Não deixe o diabo roubar essa verdade de você. Não deixe as suas obras roubar essa verdade de você. Não deixe a igreja roubar essa verdade de você. Não deixe o mundo roubar essa verdade de você. Na deixe os religiosos roubarem essa verdade de você. Não deixe as pessoas boas roubarem essa verdade de você. Não deixe nada, absolutamente nada, roubar essa verdade de você.

"Obrigado, Senhor Deus, por tão grande salvação.
Obrigado, Jesus Cristo, por salvar um pecador tão indigno como eu.
Obrigado, Espírito Santo, por operar a fé salvadora em meu coração.
Quando, ó Deus, por sua graça e misericórdia chegar ao céu quero te fazer uma pergunta: - por que o Senhor resolveu perdoar e salvar um pecador tão indigno como eu? Por quê?"

Em nome do Salvador Jesus, amém.

Por Grimaldo Schumacker.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação.